Versão 1.0 de King Arthur: Knight’s Tale é adiada para março

NEOCOREGAMES anunciou nesta quinta-feira, 13, que a data de lançamento de King Arthur: Knight’s Tale para PC, via Steam foi mudada do dia 15 de fevereiro para o dia 29 de março. Disponível em acesso antecipado desde o começo de 2021, o game conta com 79% de avaliações positivas na plataforma até o momento e foi adiado para que os desenvolvedores tenham mais tempo para polir o título.

Baseado na mitologia arturiana, King Arthur: Knight’s Tale promete ser um híbrido entre jogos táticos baseados em turnos e RPGs tradicionais centrados no personagem. A ideia é trazer uma releitura moderna da clássica história da mitologia arturiana, com a fantasia sombria e uma variação dos contos tradicionais de cavalaria. Além da versão para computadores, o título está previsto para chegar para PlayStation 5 e Xbox Series X|S.

Sobre King Arthur: Knight’s Tale:

No título, os jogadores irão controlar uma pequena equipe de heróis e lutar em batalhas de turnos que prometem ser envolventes. Será possível escolher entre mais de 30 heróis de 5 classes diferentes, combinando habilidades e artefatos para formar uma equipe eficiente.

Os heróis são os recursos mais importantes e mais complexos do jogo. Os jogadores devem reunir seus próprios Cavaleiros da Távola Redonda e enviá-los em missões específicas. Só que é preciso ter cuidado: a morte é permanente. Ao perder um personagem, ele não estará mais disponível para jogar.

Segundo os desenvolvedores, o sistema de progressão de King Arthur: Knight’s Tale foi projetado para ser tão profundo quanto nos RPGs tradicionais: os heróis sobem de nível em árvores de habilidades exclusivas e o sistema de aquisição de itens oferece opções exclusivas para ajustar suas capacidades táticas. Cada herói tem uma personalidade distinta e sua lealdade muda constantemente por meio das decisões do jogador – em certos casos, ele pode deixar a Mesa Redonda e se voltar contra você.

Por oferecer o melhor da mitologia, os jogadores poderão conhecer Avalon em sua totalidade. Através do Mapa de Aventura, será possível observar todo o território, selecionar as missões e explorar vários lugares. King Arthur: Knight’s Tale se concentra na reconstrução de Camelot e na expansão da fortaleza mística com novos edifícios, cada um desbloqueando várias melhorias, mas também oferece diferentes maneiras de curar e gerenciar os heróis da Távola Redonda.

Por fim, a história de King Arthur: Knight’s Tale coloca os jogadores no papel de Sir Mordred, o ex-inimigo do Rei Arthur. Assim como na maioria dos RPGs, as decisões que você toma têm impacto na história e na sua Moralidade. O final da campanha abre um conteúdo de endgame, incluindo novos desafios difíceis com lutas míticas e desafiadoras com chefes e missões aleatórias, saque e progressão de personagem levando ao banimento de Balor, o deus monstruoso. o próprio rei dos fomorianos. Ao todo, são 20 missões de história e mais de 50 pontos de interesse para serem descobertos no jogo, incluindo diversas missões secundárias.

Lucas Soares

Jornalista e fã de videogames desde criança. Já teve Mega Drive, Game Boy Color, PS1, PS2, PS3, PS4, PSVR, PS Vita, Nintendo 3DS e agora tem "só" um PS5 e um PC Gamer. Para ele, o melhor jogo da história é Chrono Trigger, mas Metal Gear Solid 3, Final Fantasy X, The Last of Us Part II e Red Dead Redemption 2 completam o Top-5.